20 dicas para criar logos eficazes, eficientes, efetivos e sensacionais

Livremente traduzido por Paulo Pedott do design-survival.com

Parece fácil… Mas tem tantas nuances possíveis que, sem um mínimo de organização a maionese desanda…
Mas aqui tem algumas dicas para facilitar o processo… Espero que ajude!

1. Pesquisa e análise

Investir tempo em uma investigação antes da fase de projeto é essencial se você quiser criar uma identidade significativa e relevante. Analise o briefing e olhe para os valores principais das marcas e as formas de as comunicar visualmente, lembre-se de perguntar sobre tudo até ficar tudo compreendido e, se necessário elabore um documento para reportar seus resultados de pesquisa ao cliente para este ver se o caminho está correto. Seria perfeito se o cliente assinasse este documento antes de iniciar o projeto.

2. Flexibilidade

Logos devem idealmente serem planejados para funcionar em preto e branco (para aplicações básicas) e serem escaláveis (desde reproduções do tamanho de um selo até um outdoor gigante).

3.  Desenvolver uma carteira diversificada

Embora seja importante ter o seu próprio estilo ou ” visual estético único” ele irá apenas atrair indivíduos “like-minded”, ou seja, que curtem ou querem os mesmos tipos de logos. Mas onde está a diversidade nisso? Eventualmente, seu portfolio pode começar a parecer um conjunto de varioçãoes do mesmo tema.

Como comunicador visual é o seu trabalho criar marcas eficazes que são perfeitos para o público de seus clientes-alvo, não para seu ego. Leia o resumo criativo, faça pesquisas demográficas, e se o seu estilo pessoal é a melhor opção para o logo, ótimo. Mas aprenda a reconhecer quando as necessidades do trabalho específico em questão exigem que você saia de sua zona de conforto. Flexibilidade, adaptabilidade e diversidade são cruciais para o sucesso de um designer a longo prazo.

4. Mantenha-o simples

Ao projetar um logotipo, um dos aspectos mais importantes é mantê-lo visualmente simples desde o início, gradientes complexos e efeitos sofisticados podem fazê-lo parecer bom, mas se você não tem um conceito forte de base , seu projeto vai aparecer superficial e irrelevante.

5. Vetores

Projete logos usando software baseado em vetor. Isso irá garantir que ele será escalável, sem qualquer perda de qualidade e mais fácil para outros fornecedores trabalharem com ele no futuro.

6. Mantê-lo relevante

Um logotipo tem de ser objetivo, ter uma compreensão muito direta, rápida e significativa. Ele funciona melhor se ele tem substância suficiente para ter uma intenção clara, mas também possui sutileza suficiente para sugerir coisas diferentes para pessoas diferentes, o que mantém o interessante.

7. Justifique sua escolha tipo

Letterings são dignos do mesmo grau de atenção que você coloca em um logotipo. Se você passa tres meses, girando, aparando, refinando e aperfeiçoando a imagem para o seu logotipo, e em seguida meter um texto em Times ou Arial, você muito provavelmente fez algo monumentalmente errado . Ser capaz de justificar a sua escolha de tipo de letra para um Lettering. Pesquise muito sobre os diferentes tipos de tipos de letra, e a história do tipo (pelo menos até certo ponto). Tipos tem humor, sugestões de significado, e expressões próprias na forma de cada glifo. Isto pode refletir a intenção de seu logotipo, ou arruinar ele.

8. A regra de três

Eu li que a mente humana não pode contar mais do que três coisas num piscar de olhos, qualquer coisa mais do que três precisa de um momento para ser analisado. Isso pode se aplicar ao design do logotipo também. Se houver mais de três interpretações ou tons de significado em um logotipo, é provavelmente muito complexo.

9. Sempre pergunte por que

É essencial para justificar cada decisão que você faz quando estava projetando um logotipo. Cada é componente necessário? Será que ele vai comunicar a proposição de marca e visão para o futuro? E como é que vai ser percebido pelo usuário final?

10.  Cores

Os clientes muitas vezes já tem uma idéia com relação à cor, que são freqüentemente baseadas em preferências pessoais. Tente fornecer ao cliente uma melhor compreensão das nuances e associações de cores específicas e como elas podem expressar sentimentos, sensações e mensagens diferentes.

11. Experimente

Nunca tenha medo de experimentar com o logotipo – tente paletas de cores diferentes, variações nas colocações do tipo e símbolos e formas únicas para fazer com que seu logotipo se destaque da multidão.

12. Comunicação

Definir tempo para conversar com seu cliente sobre a marca, o futuro, metas e seus clientes é importante, mesmo se você estiver trabalhando remotamente o Skype é uma ferramenta valiosa e vai ajudar a proporcionar um maior envolvimento, algo em que e-mails sempre deixam a desejar.

13. Reunia idéias, mas não copie

Logo design é uma grande exceção a infame observação de Pablo Picasso que “Grandes artistas roubam”. Ser inspirado pelo trabalho dos outros é natural, e bastante útil. No entanto, a pior coisa que você pode fazer é criar uma marca que se assemelha a um outro logo que as pessoas já associam com uma marca já existente, mesmo que a marca não esteja em um campo relacionado. O poder do logotipo está em criar uma forte ligação visual para uma e apenas uma marca.

14.  Mantenha suas idéias iniciais objetivas e diversificadas

Tente ficar em 2 ou 3 ideias iniciais, mas diversificadas, mais do que isto pode diluir o impacto de suas opções mais fortes e confundir o cliente.

15.  Não espere começar bem de primeira.

Raramente um logotipo é algo que está resolvido no primeiro esboço, segundo ou terceiro… é algo que é desenvolvido através da experimentação, comunicação, desenvolvimento e experiência. Dito isto nunca subestime o tempo que vai demorar para concluir seu projeto.

16.  Mapeamento de palavras e miniaturas

Antes que você ligar o computador para criar sua obra-prima, é essencial que você faça duas coisas primeiro:

1) Faça um exercício de mapeamento de palavras. Permita que as associações de palavras/frases venham livremente, não desconte nada neste estágio; escreva tudo. Uma vez que você preencheu uma página ou duas, é hora de rever essa bagunça e tirar alguns caminhos para a próxima fase:

2) Miniaturas. Pegue aquele fiel bastão de grafite e polpa de árvore, e esboçe, esboçe, desenhe. E quando você pensa que está feito, comece a esboçar um pouco mais. Como na fase anterior, não deixe de esboçar uma idéia aparentemente ruim.

Estas fases iniciais são de valor inestimável para o processo de design, e é importante para obter todas as idéias que você puder, boas ou más. Você deve então ser capaz de identificar pelo menos 3-5 conceitos vale a pena desenvolver eletronicamente para o seu projeto.

Com demasiada frequência, os designers mais jovens são rápidos para começar a desenhar no computador, e, como resultado, podem perder as melhores idéias que realmente só saem durante estas duas fases iniciais, ou perder horas de tempo para um desenvolvimento eletrônico medíocre.

Lembre-se, o computador é uma ferramenta, como qualquer um de seus apetrechos de arte. Grandes logos não nascem a partir de um filtro Blur no Photoshop, ou um Envelope Distort no Illustrator. Eles nascem da matéria cinzenta que deve existir entre suas orelhas. desenvolva suas idéias em primeiro lugar, e então use seus brinquedos para executá-los.

17. Acabamento duplo

Quando você acha que o seu logotipo está pronto e caso você tenha algum tempo antes do prazo, passe um tempo com o seu logotipo “acabado”. Normalmente, após algumas horas você vai descobrir coisas pequenas que você pode mudar, melhorar. A paleta de cores pode ser aperfeiçoada,  as proporções equilibradas e assim por diante, para se certificar que nada foi deixado para trás que pode vir a incomodá-lo no futuro. É muito importante, porque quando ele é feito – ele é feito. Você enviou para o seu cliente, gráficas, etc por isso não será fácil mudá-lo, mais tarde. 

18.  Trends

Eu acho que é importante manter as tendências modernas em um mínimo, aquela fonte popular, ou o mais recente efeito podem caber, mas para a maioria, o que vai passar é que vai deixar o seu projeto precocemente datado.

19.  Desenhando

Comece o seu processo de design de logotipo com esboços a lápis simples e soltos, enfocando as idéias-chave geradas durante o período da pesquisa. Este método permitirá que você possa validar ou rejeitar as idéias iniciais rapidamente, a fim de investir o seu precioso tempo no desenvolvimento dos conceitos mais fortes.

20. Logos com significado

Logos devem transmitir algo sobre a proposta do serviço, empresa ou produto sem o uso de palavras. Esta poderia ser uma representação composta de múltiplas idéias ou uma emoção visualmente destilada. Tente criar uma identidade com níveis sutis que incentivam os consumidores a se envolverem com a marca.

Extra: Fique ligado!

Certifique-se de sempre verificar se um logotipo semelhante já existe. Pergunte aos seus colegas se eles viram alguma coisa semelhante, vá até a biblioteca logolounge.com ou faça uma pesquisa usando a nova ferramentade pesquisa por imagens semelhantes do Google 

Deixe uma resposta